Nove Meses

Impressões e notas de uma segunda gravidez. Por mamã babada e seu primogénito de dois anos.

A Constança já tem
Lilypie Baby Ticker

6.5.05

Descanso

Mais uma consulta de rotina, em que um dos objectivos era mostrar o relatório da ecografia das 31 semanas. A médica descansou-me relativamente ao peso e tamanho da Constança. Segundo ela grande parte deste facto deve-se ao factor genético e, segundo ela, é até uma sorte que tenho de não ter bebés muito grandes. A sua única preocupação foi para o facto de o H. ter nascido às 37 semanas e de existir alguma probablidade desta pequenina também se lembrar de sair mais cedo. Tenho uma barriga bastante grande, uma estrutura pequena, o historial anterior...pode acontecer. E aí a acontecer temos mesmo uma pulguinha pequenina. Não que seja grave. Mas...que tal descansar para ver se prolongamos esta gravidez mais um bocadinho?
Depois de uma conversa com o director, acordámos que estou então numa espécie de semi-baixa, na qual continuo a assegurar algumas das minhas tarefas, em casa, aqui a tempo parcial, como eu achar melhor e de forma a que me permita descansar e aguentar o barco enquanto a minha coleguinha não volta da sua licença de maternidade e assume as minhas pastas. Quando ela voltar, no início de Junho, fico então de baixa de perna estendida à espera da Constança.
Tenho que admitir que esta é a opção que mais me agrada, porque a verdade é que me sentiria bastante mal em abandonar as coisas aqui quando isto já está um pouco complicado em termos de recursos humanos. Sei que a gratificação em termos profissionais será exactamente a mesma. Sei que se as coisas estão assim é porque, infelizmente, quem efectivamente manda não tem a visão mais correcta das coisas. Mas a minha consciência fica muito mais tranquila. E não me posso esquecer que aqui tenho, felizmente, muito mais que colegas. Tenho pessoas que considero minhas amigas. Para além do mais faz-me bem continuar a exercitar a mente e o cérebro sem me cansar tanto fisicamente.
Mas... a grande novidade desta consulta foi: a Constança deu a volta e está de cabeça para baixo. Finalmente a ver o mundo ao contrário. Vamos lá ver se definitivamente, ou se ainda vai andar para aqui às voltas, com tanto espaço não me admira que ainda mude novamente.
A médica fez uma exclamação quando viu no relatório da ecografia que a posição era "pélvica, modo pés". Disse logo que fazer uma cesariana (única saída possível para bebés de pés) numa criança tão pequenina era uma "grande chatice". Eu disse-lhe logo que entretanto sentia que ela já não estava na mesma posição, porque logo no dia a seguir à eco eu deixei de sentir os pontapés que sentia mesmo no fundo da barriga. Fomos então espreitar a malandrinha...e não é que estava de cabeça para baixo? Fiquei toda contente! Vamos lá a ver se se aguenta assim.

5 Comments:

At 6:50 da tarde, Blogger ana rita said...

hmm... para uma pessoa como eu, que a única coisa que alguma vez sentiu no interior da sua barriga foi quando ela se contorce ao aproximar-se a hora do almoço, a ideia de perceber (pelo lado de dentro de barriga) que o bebé mudou de posição é muito... bizarra.
:)
mas que deve ser bom, deve!

 
At 3:02 da tarde, Anonymous ana said...

Já andava preocupada contigo, mas vejo que está tudo bem!!!! Ainda bem!
Então a Constança já está a fazer o pino???? (como a minha)
Descansa, não te esforces muito, porque queremos que a constança nasça "gordinha"
JOcas

 
At 9:51 da tarde, Blogger Mãe Babada said...

Boa! Reduz o ritmo!
A Constança agradece ;)

 
At 12:50 da tarde, Blogger Costinhas said...

Isso isso, descansa porque não convém arriscar!

Acho que tomaste uma decisão bastante equilibrada!

Boa sorte na recta final!

Beijinhos
Sandra

 
At 8:33 da tarde, Blogger Sofia said...

Eu também fiquei apreensiva quando a médica me mandou ficar em casa, mas tens de pensar na Constança em 1º lugar!
bjs

 

Enviar um comentário

<< Home